19.12.10

Quinze dias se passaram,

e  nada mostrei por aqui do que encontrei. Mas o bom é que coisas assim estão fora do tempo, estão para o olhar, sentir, imaginar


( 13 de dezembro, em Trajano de Moraes )
Essa foi de tirar o fôlego e ter que parar o carro, entre tantas semelhantes e lindas que explodem em amarelo neste vale. Além do esplendor da floração o que muito me surpreendeu foi que nos 700 kms anteriores só via a exuberância dos vermelhos dos Flamboyants ou na serra o branco discreto de algumas matas  floridas e saindo deste vale, retorna-se à normalidade das paisagens  em vermelho sobre verde.




Outras, mais modestas  na unidade mas que formavam conjuntos deslumbrantes sob a quase neblina, em um jardim em Barra do Sana.

Muita distancia percorrida, pouco tempo, tempo de fotos da paisagem grande, sem tempo para os detalhes. Ou o olhar estava diferente ?

2 comentários:

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Oi!! obrigada pela visita em meu blog!! ;-)
fiquei ainda mais animada com seus comentarios com a minha futura viagem ao Peru! se Deus quiser dara td certo..obrigada!!;-)
Abraços!!
Ana!

Obs: absolutamente linda as fotos,mas confesso que o Ipe amarelo é imbativel!!
;-)

Dona Sra. Urtigão disse...

Olá, menina viajante !
Bem vinda ao meu jardim. Quando quiser vir até à casa ou passear, siga tambem pelos outros espaços.